17
avril
Par

Kelly Nataly Cunha Silva, estudante brasileira de engenharia elétrica na Universidade Federal de Uberlândia, está realizando um diploma duplo no INSA Estrasburgo e se encontra atualmente confinada na residência universitária “Expressions” em Mulhouse.

Ela iniciou seu trabalho de conclusão do curso (TCC) em 12 de fevereiro 2020 na empresa EKIUM. Com o início da pandemia do covid-19, seu TCC teve que ser temporariamente suspenso. Nesta situação totalmente excepcional, ela mantém contato regular com o seu orientador na empresa, David Ferrebeuf, e participa de videoconferências à cada duas semanas. Com o depoimento abaixo, Kelly deseja dar apoio a todos os estudantes que se vêem como ela, sozinhos em confinamento, longe de seus parentes e amigos.


O que você vê da janela do seu quarto?

 Da janela do meu quarto, tenho a sorte de ver grandes espaços verdes com árvores, pássaros e uma trilha natural ao fundo.

Como você organiza o seus dias?

Criei uma rotina para não cair na monotonia. O estudo de línguas estrangeiras é um deles. Reviso o inglês para validar a certificação TOEIC e o francês para passar no TCF. Comecei também a aprender italiano. Apesar da suspensão temporária do meu estágio obrigatório para o TCC, continuo em contato com o meu orientador na empresa e com a equipe de projetos. Fazemos regularmente um balanço da situação. Também escrevo reflexões em um pequeno caderno, que é uma ótima maneira de desabafar minhas emoções e me conhecer melhor. Além disso, faço exercícios físicos. Geralmente, duas vezes por semana, saio meia hora para correr; nos outros dias eu treino no meu quarto. Deixo finais de semana livres para assistir filmes e séries e ler livros que gosto.

Além disso, os organizadores do serviço de vida estudantil CROUS-CLOUS nos propõem tarefas e atividades para nos distrair  e pensar em outras coisas. Isso permite que ondas positivas sejam transmitidas nas redes sociais.

  • Como exemplo, um grupo no facebook para que possamos interagir e nos apoiar um ao outro.
  • Há também o concurso para o melhor selfie de confinamento. A foto mais original será premiada e o vencedor poderá retirar o seu presente após o confinamento.
  • Também temos a possibilidade de participar do concurso “Confeitos na residência”. Podemos enviar uma foto de uma sobremesa original que preparamos com um elemento associado ao Crous de Strasbourg (decoração de bolo, objeto de brindes recebido durante as festas, logotipo aparente em um suporte etc.).

Também recomendo um programa de apoio gratuito do CROUS para nos ajudar a gerenciar o estresse durante esse período de confinamento. Todos os dias recebemos um vídeo com dicas para meditação, auto-relaxamento e tranquilidade. Isso me permitiu melhorar a qualidade do meu sono. O link para se registrar.

Todas essas atividades me ajudam a tornar meus dias mais agradáveis.

Quantos estudantes estão no seu andar? De onde eles são?

De acordo com minhas estimativas, há cerca de dez estudantes no meu andar. Compartilhamos a cozinha em estrita conformidade com as regras de distanciamento social atualmente impostas. Entre esses estudantes, conheço argelinos, congoleses, marroquinos, senegaleses…

Você está cozinhando mais do que antes? Que tipo de prato?

Sim, na verdade eu gosto de cozinhar, mas nunca tive muito tempo até agora. Eu gosto de preparar pratos à base de arroz, carne e legumes. Mas também estou procurando novas receitas na internet, como panquecas de brócolis, pães de batata, nhoque… Gosto de fazer pequenas sobremesas, como bolo de caneca de banana, brigadeiros e beijinhos, que são doces típicos do Brasil. São simples de fazer em uma panela ou no microondas. É um prazer compartilhar aqui estas receitas do meu país:

Receita de brigadeiro :

1 lata de leite condensado, 1 colher de sopa de manteiga,4 colheres de sopa de chocolate em pó granulados de chocolate

Em uma panela funda, misture o leite condensado, manteiga e chocolate em pó.Cozinhe em fogo médio e mexa até o brigadeiro começar a descolar da panela (cerca de 10 min). Deixe esfriar e forme pequenas bolinhas com a mão, passando a massa no granulado de chocolate.

 

Receita de beijinho

1 lata de leite condensado, 1 colher de sopa de manteiga, 4 colheres de sopa de coco ralado. Um pouco de coco ralado e seco para, passar o doce.

Coloque o leite condensado e a manteiga em uma panela. Cozinhe em fogo baixo, mexendo sempre até que a massa descole do fundo da panela. Retire do fogo, misture o coco, coloque em um prato untado com manteiga. Deixe esfriar e enrole pequenas bolas à mão, passando no coco ralado.

Como você organiza seus contatos nas redes sociais, especialmente seus amigos e familiares?

Eu tenho uma família muito grande. Com meus pais, minhas três irmãs, meu namorado e meus amigos mais próximos, sempre estive em contato por meio de mensagens e vídeo. Mas aproveito esse período de confinamento para retomar o contato com pessoas com as quais não estava tão acostumada a conversar antes. Fiz uma lista com os nomes de primos, tios e velhos amigos que pretendo ligar para saber como estão.

Às vezes, a diferença de fuso deve ser levada em consideração. Concordamos em encontrar um horário bom para todo mundo. Fazemos chamadas em grupo, cada um com sua comida e bebida. Mantenho contato com amigos na França (em Estrasburgo ou em outras cidades). Alguns me deram o contato de seus amigos que moram perto, caso eu precisasse de ajuda. O que foi ótimo pois pude aumentar a minha rede social.

Você pode recomendar um livro, filme ou música que você descobriu durante o confinamento?

Eu descobri recentemente duas músicas que eu gosto e que podem ser facilmente encontradas na internet. A primeiro é da cantora brasileira Vicka. O título é Pausa. Aqui está um trecho da letra :

No fim tudo volta ao seu lugar-Talvez seja hora pra pensar- Nem tudo se pode controlar-O que será que o mundo tem a falar? – Quem é que nunca disse precisar de espaço – Que a vida era corrida, que andava ocupado – Calma, a vida precisa de pausa – Quem é que nunca disse que faltava tempo – Pra ficar em casa, ficar sem fazer nada – Calma, a vida precisa de pausa

A segunda música é do coletivo francês “Et demain? “Aqui está um trecho da letra traduzido para o português:

Tivemos que chegar nesse ponto para nos falarmos- Para recomeçarmos a nos divertir sem coisa nenhuma – Para nos chamarmos e dizer “eu te amo”,  “tá com alguma dor? ” – Com o tempo, encontramos tempo e moralidade – E amanhã o que faremos? Vamos começar de novo, o homem é assim – E amanhã seremos os donos do jogo, só isso – Se amar mais, dançar mais, sorrir mais e se beijar mais forte

O que lhe faz se sentir melhor? O que lhe dá mais alegria?

Eu descobri que não preciso de muito para viver feliz. Descubro a alegria escondida todos os dias em momentos que antes poderiam passar despercebidos. Como tomar um café enquanto ouço o canto dos pássaros na janela em uma manhã como todas as outras. Valorizar o momento presente. Também procuro me concentrar em coisas positivas, como as muitas iniciativas de solidariedade que surgiram no meio dessa pandemia.

Que mensagem você gostaria de passar para outros estudantes confinados sozinhos?

Descubra o melhor de si e faça coisas que lhe dê prazer. Aproveite esse tempo para realizar um projeto que sempre ficou para trás por falta de tempo. Volte a entrar em contato com velhos amigos e por que não fazer novos amigos?

Qual é a primeira coisa que você gostaria de fazer após o confinamento?

 Eu adoraria poder abraçar novamente as pessoas que amo e ir a uma boa festa entre amigos.

Entrevista realizada por Angelika Hammann, director de relações internacionais

Tradução do artigo para português : Georg Koval,  responsável Brafitec, INSA Strasbourg

Créditos das fotos : Kelly Nataly Cunha Silva

Laisser un commentaire

Votre adresse de messagerie ne sera pas publiée. Les champs obligatoires sont indiqués par un *